Na sexta feira (08/11), o ProEA encerrou um de seus projetos junto à comunidade do Bairro Getúlio Vargas (BGV). O projeto Escolas Costeiras Sustentáveis contou com a participação da comunidade escolar do Juvêncio Lemos, escola situada no interior do BGV, para finalizar a primeira etapa de seu diálogo junto com tal localidade.

DSC01657DSC01660

Depois de uma série de encontros com os professores da referida escola, contando também com a participação das turmas do turno vespertino, o ProEA apresentou parte de um material produzido pelos distintos segmentos, os quais farão parte das campanhas de sensibilização junto aos moradores do bairro – visando atingir o objetivo das Rodas da Cidadania.

O Projeto Escolas Costeiras visa essa aproximação com a comunidade, uma sensibilização que percebe na escola o primeiro ponto de encontro, para, na sequência, encontrar um diálogo com os moradores, já agora no interior do bairro e de suas casas. Uma relação de confiança que estabelece a partir de um ponto-chave, de um vetor de sociabilidade que é a escola do BGV.

DSC01674Sendo assim, o ato de fechamento dessa etapa, se deu com a criação de um Varal Ambiental, no qual foram apresentados todos os materiais produzidos. Nesse sentido, os pais foram convidados para esse evento, que contou com uma fala de sensibilização do ProEA, e o pedido de “abertura de portas” da comunidade para com o Programa de Educação Ambiental da SUPRG.

Ainda, o ProEA realizou um novo exercício, uma nova prática naquilo até hoje produzido: a criação de um teatro, que tinha como temática a questão ambiental, especialmente os resíduos. Os membros da equipe, devidamente caracterizados, buscaram sensibilizar, de forma lúdica e divertida, aos presentes no evento – o que parece ter alcançado os seus objetivos!

Em breve disponibilizamos o vídeo completo da apresentação aqui no blog. IMG1136

Anúncios